Avaliação da resistência à ação da insulina através do índice de HOMA

A avaliação da resistência à ação da insulina tem sido recomendada para a compreensão de aspectos etiológicos da Síndrome Metabólica, além de permitir uma avaliação prospectiva da história natural e da eficácia de tratamento nas desordens glicêmicas.

O índice de HOMA (Homeostatic Model Assessment) é um cálculo de execução simples, que se fundamenta nas dosagens da insulinemia e da glicemia, ambas de jejum, descrito em 1985 por David Matheus. Sua finalidade é determinar a resistência à insulina e a capacidade funcional das células beta pancreáticas, HOMA IR e HOMA BETA, respectivamente.

Fórmulas utilizadas para obtenção de tais índices:

HOMA BETA : 20 x insulina jejum (mcU/mL)
...........................glicose jejum (mmol/L*) - 3,5

HOMA IR : insulina jejum (mcU/mL) x glicose jejum (mmol/L*)
..............................................22,5

*Para conversão da glicose de mg/dL para mmol/L, multiplica-se o valor em mg/dL por 0,0555.


Todavia, a validação destes índices ainda depende da determinação de valores de referência para a nossa população, existindo variações de valores propostos por diferentes autores.

Geloneze et al., em estudo recente realizado em 312 pacientes brasileiros não obesos e normoglicêmicos demonstrou HOMA-IR médio de 1,7 em pessoas normais e propôs que a insulino-resistência deveria ser definida quando este índice for superior a 2,71 (1).

Ghiringhello et al., avaliaram os níveis do HOMA-IR em 1898 adultos brasileiros, sem alteração de tolerância à glicose ou uso de hipoglicemiantes ou insulina, classificando-os de acordo com o índice de massa corporal (IMC).

Esses autores demonstraram variação do HOMA de acordo com IMC, estabelecendo valores médios de 1,2 +/- 0,65 para IMC<25, 1,8 +/- 0,98 para IMC 25-30 e 2,9 +/- 1,6 para IMC>30 (2).

Referências :

1- Geloneze B,Repetto EM, Geloneze SR, Tambascia MA, Ermetice MN. The threshold value for insulin resistance (HOMA-IR) in admixtured population IR in the Brazilian Metabolic Syndrome Study. Diabetes Res Clin Pract 2006;72:219-20

2- Ghiringhello MT, Vieira JG,Tachibana TT, Ferrer C, Maciel RMB, Oliveira CHRM, Khawali C, Reis AF. Distribution of HOMA-IR in Brazilian Subjects with Different Body Mass Indexes. Arq Bras Endocrin Metab, 2006;50(3):573-4